top of page

Como garantir acessibilidade digital se o seu marketing é terceirizado?


Arte em 2D com diversas peças de quebra-cabeça com mãos segurando.

A inclusão no ambiente digital interessa a todas as partes envolvidas num negócio.


Imagine que a sua empresa contrate uma agência e terceirize toda a comunicação. Como garantir que essa agência e sua marca estejam alinhadas quando o assunto é acessibilidade digital?


Afinal, empresas que tenham uma legítima preocupação com a acessibilidade digital devem estimular parceiros a adotar essa ideia.


Esse compromisso se expressa na criação de sites, produtos e serviços que oferecem experiências inclusivas. Portanto, consolidar conexões pode exigir que você verifique se parceiros estratégicos estão alinhados com a causa.


As agências podem atuar com prazos apertados. Dessa forma, o debate sobre acessibilidade precisa ser feito o quanto antes.


Essa conversa deve acontecer porque uma nova agência pode:


  • “herdar” problemas de acessibilidade de outras antigas agências que gerenciavam sua marca;

  • enfrentar desafios com ferramentas usadas para automatizações de marketing digital que exigem softwares de acessibilidade.


Tendo em vista este contexto, é fácil compreender porque algumas agências não garantem acessibilidade digital. Portanto, o propósito desse texto é te ajudar a identificar se a agência está alinhada com acessibilidade ou não.


Questões serão apresentadas que você pode usar para validar esse alinhamento. 


Utilize essas perguntas para coletar informações e insights com o objetivo de avaliar se a agência executa um trabalho inclusivo. Afinal, empresas que se envolvem com parceiros estratégicos inclusivos:


  • tem menor chance de conflitar com a justiça. A Lei 13.146 exige que sites empresariais sejam acessíveis;

  • conquistam mais clientes e reputação;

  • ampliam a produtividade do marketing, já que experiências digitais inclusivas atraem mais visitantes e usuários.


O melhor momento para questionar sobre inclusão digital


A inclusão web deve ser um tema para debate desde o começo do relacionamento entre sua empresa e a agência. Alinhar expectativas sobre os padrões de acessibilidade desde a assinatura do contrato é um ótimo começo.


Assim, a agência de marketing saberá agregar inclusão web nos anúncios e post de blog desde o início, por exemplo.


Para saber sobre o estado atual da inclusão digital


As perguntas para sua empresa identificar a maturidade atual da inclusão digital na sua parceria com agência de marketing são:

  • Qual é o número de erros de acessibilidade em nosso site no momento atual?

  • Quais são os erros críticos?

  • Quais recursos são usados para identificar os erros de acessibilidade?

  • Há quanto tempo sua agência monitora a acessibilidade? Há algum padrão nos problemas de acessibilidade que sua agência conseguiu identificar?

Mesmo que a agência não consiga responder essas questões, você deve visualizar isso como uma oportunidade para criar procedimentos inclusivos.


Para saber quais equipes estão responsáveis pela inclusão digital


A abordagem para identificar times que agregam inclusão digital é constituída por perguntas como:


  • Qual profissional é responsável por garantir a acessibilidade digital?

  • Como esse profissional analisa as experiências do usuário e pontos da jornada do cliente? Com que frequência?

  • Sua equipe avalia e testa quais padrões de acessibilidade?

  • Como as decisões são tomadas para priorizar a acessibilidade?

  • Qual é a garantia que o projeto foi criado para atender diversos tipos de personas?

  • Sua equipe envolve pessoas com deficiência na criação da jornada do usuário? Como?

  • Como é seu processo de criação de conteúdo adaptado para pessoas com deficiência (legendas, linguagem simples, texto alternativo e etc).


Esse processo de avaliar a acessibilidade digital depende das operações da agência. Empresas pequenas e com menos experiência em inclusão web podem adotar uma abordagem diferente do que acontece com empresas maduras.


O fundamental é que colaboradores incorporem a acessibilidade no mindset e na rotina de trabalho. Seguir as exigências da WCAG é imprescindível!


Incluir pessoas com deficiência na validação do marketing e dos projetos é outro ponto importante.


Para saber como a equipe mantém a inclusão digital


A manutenção dos padrões de conformidade com a web inclusiva pode ser descoberta com as perguntas:


  • De que forma sua equipe monitora e testa a acessibilidade no dia a dia e ao longo do tempo?

  • Como esse monitoramento afeta os dados e resultados dos testes?

  • Você tem alguma parceria empresarial para que sua acessibilidade seja validada?

  • Como você prospecta feedbacks de usuários e incorpora essas opiniões em iterações e experiências?



Cada vez que a jornada do usuário é atualizada, podem surgir obstáculos para o livre acesso das pessoas com deficiência. Esse contexto pode aparecer, por exemplo, quando sites são modificados.

Portanto, a agência de marketing digital deve incorporar a acessibilidade nos processos de melhoria contínua.


Conte com o Perto Digital para construir relacionamentos que priorizam a inclusão na web


Seja uma liderança empresarial que pratique a inclusão digital e estimule parceiros a adotar esse princípio. A acessibilidade é um direito de todas as pessoas com deficiência e responsabilidade de todas as empresas. 

Indicando as soluções do Perto Digital para agências parceiras, elas poderão incorporar a web acessível em todos os processos. 

Até porque se sua empresa pode ser beneficiada com o acesso digital, muitos outros negócios podem. O Perto Digital entrega ferramentas para:


  • monitorar a maturidade do acesso digital e identificar falhas;

  • adequar e manter a jornada dos usuários aos padrões da WCAG.


Converse com nossa equipe e potencialize a equidade na internet. 


Yorumlar


© 2022 Perto Digital. Todos os direitos reservados

bottom of page