top of page

Por que uma imprensa dedicada à causa da pessoa com deficiência impulsiona a inovação?


Ilustração de uma lâmpada de ideias cercada por ícones de diversidade e elementos de mídia, representando como a imprensa focada na causa da pessoa com deficiência promove a inovação e a inclusão.

Formadores de opinião, jornalistas e especialistas em comunicação apoiam o público a conhecer soluções para a pessoa com deficiência. Esse compromisso em informar tem diversos efeitos positivos no ecossistema de inovação.


Neste artigo, você vai conhecer esses efeitos positivos e refletir sobre o papel da imprensa na educação do mercado. 


O caso das notícias envolvendo a Startup Perto Digital apresenta muitos insights nesse sentido. Fora isso, a forma de apresentar notícias envolvendo o Perto Digital revela muitas dicas a respeito de marketing e comunicação.


Leia nosso artigo até o fim e fique sabendo dessas técnicas para educar consumidores. 


Notícias de alto valor sobre a causa da pessoa com deficiência


O que o público quer saber sobre inclusão da pessoa com deficiência?


O Portal Timbó Net cita bons exemplos nesse aspecto. A própria Perto Digital foi tema da imprensa. A autora da notícia, Eduarda Prawucki, comunica os pontos principais do modelo de negócios do Perto Digital. 



  • A proposta do Perto Digital é ajudar marcas a atender às necessidades de diferentes usuários;

  • A startup fornece recursos para que empresas incorporem acessibilidade digital no dia a dia;

  • Essa tecnologia auxilia organizações a cumprir a Lei Brasileira de Inclusão (LBI) e diretrizes de acessibilidade;

  • 10% do lucro do Perto Digital é destinado a instituições sem fins lucrativos;

  • O Perto Digital fornece soluções digitais para as instituições que participam do programa “Trazer para Perto”;


Uma importante fala de Bruno Brauns, Head do Perto Digital, é citada na notícia:


“O intuito é envolver e fortalecer as comunidades locais. Nós também disponibilizamos treinamentos gratuitos sobre inclusão e acessibilidade para o meio corporativo, visando conscientizar e destacar a importância dessa causa”.


Uma imprensa que debate sobre inclusão e acessibilidade digital ajuda na formação de uma consciência crítica sobre as tecnologias.

Noutras palavras, mais clientes e consumidores com deficiência vão demandar sites corporativos acessíveis.

Além disso, esse tipo de notícia populariza o conceito de ESG e amplia a credibilidade de empresas acessíveis. É um acréscimo de relevância para todas as pessoas e modelos de negócios.


Essa consciência crítica do mercado amplia a possibilidade de empresas acessíveis efetuarem vendas, gerando receita e desempenho empresarial.


A atenção do público para a agenda da inclusão pode reverter em lucro dos empreendedores e ganhos para os clientes. Em função dessa visibilidade para a causa das pessoas com deficiência, empresas podem assumir uma postura mais proativa.


É a entrega de muito mais inovações para o mercado! A demanda por tecnologias, produtos e serviços começa com um mercado que sabe ser possível construir um amanhã sem barreiras.


Técnicas de escrita para seu marketing


A escrita de Eduarda Prawucki, autora da notícia citada, revela algumas técnicas que podem gerar direcionamentos para a sua comunicação:

Confira:


  • Uma escrita simples, objetiva e direta ao ponto. Não há termos muito sofisticados ou técnicos;

  • Apresentação das informações mais relevantes logo no começo para ativar a curiosidade da audiência. É uma hierarquia de informações que a escrita obedece;


  • Título chamativo e que diz muito em poucas palavras;


  • Capacidade de síntese e resumo sobre aspectos mais importantes;


  • Ela trouxe um depoimento do próprio Head do Perto Digital, Bruno Brauns, o que agrega valor na escrita;


  • Construção de autoridade e compromisso em informar e construir conhecimento.


Como isso se aplica no marketing? 


  • A escrita de um post de redes sociais pode reunir essas características para conectar sua audiência com a proposta empresarial;


  • Um blog pode conter depoimentos de clientes satisfeitos;

  • O foco do seu marketing deve ser vender e, também, agregar na autoridade da sua marca. Impressione a clientela posicionando sua marca como especialista no assunto.


Há, no entanto, algumas diferenças fundamentais entre o jornalismo e o marketing.


Enquanto o jornalismo foca exclusivamente em informar, o marketing tem vários propósitos diferentes. Provocar as emoções da audiência, divertir, educar o mercado e combinar criatividade com inovação são os objetivos do marketing. 


Por isso, a escrita é voltada para tocar o coração das pessoas. Já o jornalismo é mais focado em fatos, lógica e comunicação sem apelo emocional. 


Ambas as formas de mensagens e escrita são complementares e imprescindíveis para o ecossistema de acessibilidade digital!


Fortaleça a inclusão de pessoas com deficiência!


 Sua marca empreendedora quer construir um amanhã sem barreiras e inclusivo para as pessoas com deficiência? Entre em contato com a nossa equipe do Perto Digital e conheça nossa proposta de valor.



Opmerkingen


© 2024 Perto Digital. Todos os direitos reservados

bottom of page