top of page

O que a Idade Medieval ensina sobre tecnologias assistivas e inclusão digital?


Ilustração de um castelo com fios de conexão passando por ele representando tecnologia

O passado oferece lições valiosas sobre tecnologias assistivas e inclusão digital, com a história servindo como um espelho para refletir sobre o progresso tecnológico e sua influência na vida das pessoas com deficiência.


Analisando a evolução das ferramentas e seu impacto através de uma perspectiva histórica, compreendemos o papel essencial da diversidade no desenvolvimento tecnológico e na inclusão digital.


Por isso, agora, você vai descobrir sobre o que a Idade Média diz a respeito da acessibilidade online!


O que aprendemos sobre tecnologias assistivas e inclusão digital com a Idade Média


Desde o amanhecer da humanidade, a inovação tecnológica tem sido um pilar para o desenvolvimento social, com impactos significativos na vida das pessoas com deficiência.


A tecnologia, longe de ser neutra, sempre carrega consigo consequências sociais importantes. Olhando para trás, podemos aprender com as formas como as tecnologias assistivas foram implementadas e o seu impacto na inclusão das pessoas com deficiência durante a Idade Média.


Referências ao uso de tecnologias assistivas são encontradas nos trabalhos de Daniele Shorne de Souza e Pérola de Paula Sanfelice, que em seu livro "Além das Limitações - uma jornada pela história da deficiência e a sociedade do cuidado", iluminam como as inovações da época buscavam melhorar a qualidade de vida desses indivíduos.


A partir do livro, podemos observar:


  • A Idade Média apresentou registros de criação de tecnologias assistivas para simplificar a vida das pessoas com deficiência. O modo como as pessoas com deficiência eram tratadas variava de acordo com o contexto específico da época.  

  • As informações sobre tecnologias assistivas no período histórico medieval são muito escassas. As fontes históricas disponíveis são documentos escritos, iluminuras, representações visuais e artefatos arqueológicos. Apesar dessas limitações informacionais, é fundamental reconhecer o empenho em apoiar pessoas com deficiência.

  • Por volta do século XIII, há registros de uso de prótese na Europa. Um caso desses é a prótese de perna encontrada em um esqueleto na Itália, no século XIV. Esse achado arqueológico apresenta evidências do uso de prótese nesses tempos;

  • Relatos e representações visuais confirmam o uso de bengalas e muletas do século XII;

  • Iluminuras e pinturas medievais apresentam pessoas usando muletas e bengalas. Essa forma de arte é interessante para entender o papel desses dispositivos na sociedade medieval. 


Obviamente, as tecnologias da Idade Média são rudimentares em comparação com os recursos atuais.


Apesar disso, o propósito dessas inovações era melhorar a qualidade de vida e promover a inclusão. É um compromisso em apoiar pessoas com deficiência.


Assim, barreiras são derrubadas, permitindo um maior desfrute de autonomia e participação na vida e dia a dia. Além disso, aconteceram diversas mudanças na infraestrutura. 


Algumas cidades medievais, na época, implementaram pavimentos na calçada e acessibilidade nas ruas. 


Essas tecnologias e implementação tiveram um impacto social muito positivo.

Calçadas e ruas pavimentadas facilitam a mobilidade de cidadãos com deficiência, tornando os espaços urbanos mais inclusivos.


O objetivo principal de qualquer tecnologia que visa a inclusão deve ser simplificar e facilitar a vida das pessoas.


O que essas tecnologias ensinam sobre o presente e futuro do acesso digital?


As lições da Idade Média reforçam a importância de considerar a inclusão digital como parte essencial do desenvolvimento tecnológico atual e futuro.


Empresas e iniciativas que priorizam a acessibilidade digital não apenas ampliam seu alcance de mercado, mas também contribuem para uma qualidade de vida melhor para todos, celebrando a diversidade e promovendo a inclusão de forma prática e efetiva.


A acessibilidade não é apenas uma questão de tecnologia, mas também de visão de mundo, onde cada inovação pode ser uma ponte para uma sociedade mais inclusiva.


A inclusão digital está em detalhes como:


  • PDFs acessíveis;

  • Transformação de áudio em texto e vice-versa;

  • Uso de texto alternativo e muito mais.


O acesso pode garantir uma vida mais fácil e prática para os usuários. Da mesma forma, cliente satisfeito é sinônimo de lucro empresarial. É um duplo ganho.


Digitalize o acesso com a tecnologia do Perto Digital!


Transforme a inclusão digital em realidade com o Perto Digital. Entre em contato e descubra como nossas soluções podem tornar seu empreendimento digitalmente acessível.



Yorumlar


© 2022 Perto Digital. Todos os direitos reservados

bottom of page