top of page

Marcas inclusivas e Governança Corporativa


Ilustração minimalista representando a união entre marcas inclusivas e governança corporativa, com símbolos de diversidade e elementos de gestão empresarial, utilizando as cores da marca para transmitir uma mensagem de integração e estratégia.


Qual é a conexão entre as marcas inclusivas e governança corporativa? A inclusão digital é mais do que um diferencial competitivo e tecnologia!


É uma maneira de agregar valor em diferentes departamentos e núcleos empresariais. Modelos de negócios com uma governança corporativa robusta enfrentam menos turbulência com as crises econômicas e apresentam maior transparência. 


Portanto, a acessibilidade digital ajuda na solidificação de uma governança mais profissional e mais efetiva. O propósito deste texto é definir o significado da expressão “governança corporativa”.


Assim, com base nesse conceito, você vai explorar a ligação dele com funcionalidades e adaptações que promovam o acesso online.


Numa reciprocidade dinâmica, ambos os termos, marca inclusiva e governança se influenciam. As informações deste artigo vão gerar insights úteis para você adaptar seu empreendimento e executar estratégias que aproveitem esses aspectos. Maximize resultados!


Continue a leitura para compreender melhor como a governança corporativa pode solidificar uma marca ainda mais inclusiva!


O que é a governança corporativa?


O site do IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) fornece insights muito bons. O artigo “Governança Pública: Construção de Capacidades para a Efetividade da Ação Governamental” fornece bons direcionamentos. Os autores Pedro Cavalcante e Roberto Pires, apesar de abordarem a governança pública, definem a governança no setor privado.


Num rápido trecho do artigo, eles mencionam as principais características e histórico da governança nas empresas:


  • É um tema originário do final do século XX que representa a transformação da gestão corporativa;

  • O principal objetivo da governança corporativa é o controle dos acionistas sobre o desempenho empresarial;

  • No início, esse tema englobava contratualização de metas, incorporação de conselhos de administração e transparência fiscal; 

  • Agora, a busca por novas boas práticas de governança corporativa se tornou mais difundida e disseminada. 


A combinação entre marcas inclusivas e governança corporativa


Modelos de negócios podem ser marcas inclusivas para praticar o acolhimento em diversos contextos. São muitas atitudes e métodos que podem garantir esses resultados.


Já no texto da Endeavor “O que é ESG e como aplicar na sua scale-up”, essas boas práticas são definidas.


Uma boa governança corporativa prioriza medidas como:


  • Ter um conselho de administração independente;

  • Adotar critérios para formar conselhos de governança mais diversos;

  • Garantias de remuneração justa;

  • Adotar comportamento ético e anticorrupção no âmbito dos negócios;

  • Prática de transparência fiscal;

  • Estratégias para prevenir situações de assédio, preconceito e descriminação.


Dessa maneira, adotar recursos de acessibilidade digital garante oportunidades. 


Pessoas com deficiência podem acessar bons postos de trabalho e serem recompensadas pelas entregas. Essa simples medida engloba “remuneração justa”.


Um ambiente que desenvolva as potencialidades dos colaboradores com deficiência oferece chances deles subirem na hierarquia empresarial.


Essa outra medida se encaixa em “estratégias para prevenir situações de assédio, preconceito e descriminação”. Além disso, a possibilidade de subir na carreira garante a presença da diversidade nos conselhos de administração.


Com a possibilidade de diversos perfis de pessoas ascenderem profissionalmente, a gestão e os conselhos de administração conservam independência.


Fora isso, a presença da diversidade nesses conselhos significa inovação e novas ideias.


Assim, tecnologias, sites, produtos digitais e documentos virtuais que incorporem a acessibilidade são bases para a inclusão de perfis diversos. Uma marca inclusiva só acontece quando recursos certos são ativados!


Essa estratégia só tende a incorporar e a incrementar o impacto da boa governança corporativa.


Até porque, dessa forma, a empresa pode traçar metas realistas para todas as equipes e englobar diferentes perfis de colaboradores. Um bom exemplo são softwares que incorporam boas práticas de acessibilidade para permitir que pessoas com deficiência visual possam trabalhar.


Outros benefícios e ganhos são esperados com empreendimentos que incorporam a inclusão digital:


  • melhor entrosamento entre membros das equipes e times;

  • estratégias mais robustas para acolher ideias dos times e equipes. Ter as ideias ouvidas gera uma conexão melhor com a empresa;


  • oferta de tecnologias e navegabilidade digital mais prática e fácil, o que colabora para o bom desempenho;


  • acréscimo em produtividade por conta da acessibilidade no ambiente online, trabalho em equipe e facilidade para manusear recursos digitais;


  • marcas inclusivas atraindo incríveis talentos de diversos perfis;


  • trabalho de ambiente desafiante e que cultiva o máximo do potencial humano;

  •  maior atração de investidores, clientes e conexão com novos mercados;


  • execução de programas de treinamento e desenvolvimento que engloba todas as pessoas e colaboradores.


Como sua marca pode ser mais inclusiva e potencializar sua governança corporativa?


A proposta de valor da Perto Digital é entregar ferramentas e plugins para garantir a acessibilidade digital na sua empresa.


Sua marca será mais inclusiva e será sinônimo de acolhimento para qualquer perfil e pessoa com deficiência. Dessa forma, muitos aspectos fundamentais da sua governança corporativa serão reforçados. Agregue mais humanidade na sua gestão!


Saiba mais dos nossos diferenciais conversando com nossa equipe de vendas e especialistas.





















Comments


© 2024 Perto Digital. Todos os direitos reservados

bottom of page