top of page

Conheça o storytelling do Papa Francisco que potencializa o marketing acessível!


Ilustração minimalista que destaca a combinação entre elementos tradicionais e digitais, simbolizando a narrativa inclusiva e acessível promovida pelo Papa Francisco.

A forma de contar e comunicar histórias do Papa Francisco pode gerar muitos resultados para o seu marketing acessível.


Na verdade, a narrativa dele pode gerar ideias para qualquer tipo de marketing acessível ou não. Só que a combinação entre acessibilidade digital e comunicação estratégica pode funcionar bem mais efetivamente.


Nas próximas linhas, você vai conhecer o estilo de narrativa do Papa Francisco. 


Depois, será apresentado a conexão entre marketing acessível, histórias e inclusão online. Por fim, serão apresentados os benefícios centrais dessa conexão.


3 coisas! Sempre 3 coisas!


Perceba que o tópico introdutório prometeu dialogar sobre três assuntos principais:


  1. O estilo de narrativa do Papa Francisco;

  2. Conexão entre marketing acessível, histórias e inclusão online;

  3. Benefícios dessa conexão.


Em alguns contextos, seu marketing pode iniciar um relacionamento com o mercado citando sobre três aspectos principais da sua solução.


Foque em três ganhos que seu produto ou solução oferece de acordo com as dores do cliente. Depois, seu marketing pode se aprofundar e trazer maiores detalhes, pois o cliente já tem uma ideia geral.


Por que focar numa lista específica de 3 coisas?



O autor Carmine Gallo cita que a base fundamental do storytelling do Papa Francisco se baseia na regra dos três. O livro fornece exemplos. Na quarta-feira de Cinzas de 2015, na Basílica de Santa Sabina, o papa Francisco abriu o período da Quaresma.


Na ocasião, ele destacou três pontos no storytelling dele:


“O evangelho de hoje indica os elementos desta jornada espiritual: rezar, jejuar e fazer caridade.”


Depois dessa frase inicial, ele aprofunda os três tópicos. A estrutura de três atos da história funciona porque abrange:


  1.  uma estrutura simples para formatar histórias;

  2. uma história simplificada com foco em mensagens-chave;

  3. palavras que conduzem a audiência para a ação.


A regra dos três é um fundamento da comunicação.


Anos atrás, cientistas descobriram que a mente humana só é capaz de lembrar de três a sete itens na memória recente, memória de curto prazo. O número três é o menor número de unidades que pode estabelecer progressão ou padrão.


São outros exemplos do cotidiano:


  1. Numa filmagem, o diretor inicia o trabalho dizendo “Luz, câmara, ação”;

  2. Em casos de incêndio, a ordem é “parar, cair e rolar”;


  1. Uma corrida entre velocistas começa com as palavras “em suas marcas, preparar, já”;



Por isso, oferecer 3 ideias de marketing pode ser mais eficiente do que várias.

Do mesmo modo, listar 3 motivos pelos quais um investidor será recompensado se alocar recursos será bem mais efetivo.


Reduza a complexidade para agregar agilidade na sua comunicação!


A regra dos 3 e o marketing acessível


Em quais contextos é que a regra do 3 se encaixa no marketing acessível?

Bom, a regra dos 3 se encaixa em muitas formas de fazer marketing. Não é, necessariamente, só o marketing acessível que pode se apoiar nessa regra.


Só que a combinação entre acessibilidade digital e estratégias de comunicação eficazes pode gerar muito resultados!


Conhecendo as principais dores do seu cliente, você pode criar um post sobre os 3 principais benefícios da sua solução.


Um restaurante pode criar conteúdos para internet, mencionado temas como “ambiente descontraído, comida nutritiva e frutos do mar apetitivos”.


Na conversa entre startup e investidor, o empreendedor pode citar “modelo de negócios validado, escalabilidade e inovação no nicho ESG”. Seriam motivos para conquistar investimento.


Com o seu marketing sendo bem mais efetivo, simples e persuasivo, a inclusão digital pode potencializar ainda mais a comunicação. Seja a melhor opção para o seu cliente! A experiência do primeiro contato com a sua marca pode ser um poderoso estímulo para comprar a sua solução.


Não é só o produto e serviço que precisam ser de extrema qualidade. Bom marketing cativa, educa e fideliza o público. Uma boa prática para montar um anúncio profissional é usar a regra dos 3, por exemplo.


Assim, um bom anúncio pode fazer com que seu público acesse o seu site. 

As facilidades promovidas pelo acesso digital podem tornar seu blog ainda mais atrativo.


Seu conteúdo será bem mais chamativo e memorável! Recursos com foco em inclusão podem atender as diferentes necessidades das pessoas com deficiência, o que significa:


  • acréscimo em credibilidade, autoridade e relevância digital;

  • maior número de vendas fechadas;

  • proximidade com mais mercado.


Além disso, seu blog poderá ser usado de muitas formas. Travar animações pode ser um recurso que auxilia dois públicos, por exemplo.


Agrega valor para pessoas com epilepsia quanto usuários que apenas querem ler o conteúdo do site, sem distrações! A regra dos 3 e o marketing acessível são boas práticas que ativam uma maior performance da sua comunicação empresarial.


Lideranças empresariais utilizam a estratégia do marketing acessível!


Funcionalidades que agregam acesso no seu marketing sempre podem ser usadas em qualquer contexto.


Afinal, colocar um texto alternativo numa imagem até pode ser necessário somente para pessoas com deficiência visual. Só que esse item agrega no ranqueamento de forma geral, por exemplo.


Já a regra dos 3 serve para você gerar conteúdo bem específico para apresentar 3 benefícios centrais da sua solução.


Então, sempre vai depender do contexto e das dores do cliente.

O propósito da Perto Digital é agregar inclusão digital no marketing através da tecnologia, plugins e ferramentas de acesso online.


Converse com nosso time e nossos consultores sobre a nossa oferta.















Comments


© 2022 Perto Digital. Todos os direitos reservados

bottom of page