top of page

Conheça algumas certificações da acessibilidade digital e fuja do hype


Arte em 2D com diversas peças de quebra-cabeça com mãos segurando.


Em alguns momentos e contextos, inovações podem ser incorporadas em empreendimentos e gerar resultados financeiros.


Mesmo assim, por variados motivos, esses mesmos empreendimentos não se sustentam financeiramente e acabam quebrando. São os famosos hypes, modas dos ecossistemas de startups.


Agora, por outro lado, algumas soluções garantem o desempenho financeiro no curto, médio e longo prazo. 


Como diferenciar boas propostas de valor de novidades que não vão agregar um valor real para o seu modelo empreendedor? Por que algumas ideias sobrevivem ao ambiente das startups, enquanto outras não?


O propósito deste texto é apresentar alguns conceitos e insights para que você possa refletir sobre essas questões. As certificações da acessibilidade digital são um bom exemplo de como diferenciar o hype da tendência consistente.


Tire suas próprias conclusões sobre a superficialidade de umas ideias e a consistência de outras. Desse modo, você pode encontrar boas referências e respostas sobre a acessibilidade digital.


Consolidar conhecimento sobre a inclusão de pessoas com deficiência é o maior objetivo deste artigo.


Por fim, vamos todos fomentar nosso senso crítico e ampliar a capacidade de avaliar as ofertas trazidas com as startups.


O que diferencia boas soluções do hype?


Antes de mencionar sobre a importância das certificações da acessibilidade digital. outros temas precisam ser explicados. Esta seção do texto será usada para destacar os motivos pelos quais um produto pode ser um hype.


Uma tecnologia pode ser objeto de desejo por parte dos consumidores só por ser novidade, por exemplo.


Posteriormente, este mesmo produto pode não alcançar as massas porque já não é mais associado ao efeito da novidade. Outro motivo é a mudança nas preferências dos consumidores, o que mostra a superficialidade da solução.


Afinal, se o produto ou serviço impactam a vida do cliente de forma contundente, isso não aconteceria.


Um exemplo pode explicar essa situação. Um cliente espera que o remédio que ele usa cure a dor de cabeça dele. Não basta só eliminar um ou dois sintomas. 

Startups precisam alcançar essa mesma efetividade. É atacar a raiz dos problemas.


Marketing agressivo e demanda reprimida podem ser outros pontos que explicam o sucesso de curto prazo de certas soluções.


Existe até certas inovações que impulsionam a performance econômica de poucos empreendimentos. No momento em que essas soluções B2B alcançam as massas, esse resultado não pode ser replicado para públicos maiores.


Assim, elas só se tornam mais um caso de sucesso efêmero do que sustentabilidade financeira. Não são replicáveis e escaláveis!


Infelizmente, existem bons negócios B2B que não atingem o sucesso esperado por motivos que escapam do controle da equipe. Apesar de não se tratarem de hype, podem enfrentar inúmeros obstáculos.


Falta de investimento, surgimento de crises financeiras, barreiras culturais e até circunstâncias específicas podem derrubar bons times. 


Pelos motivos citados, startups B2B que conseguem notoriedade precisam transformar a vida do cliente e justificar o sucesso inicial!


Aposte em certificações da acessibilidade digital


A acessibilidade digital é uma tecnologia que traz um ganho significativo por variados motivos. Critérios técnicos validam a inovação. Por outro lado, há legislações que exigem a adoção dela por empresas e órgãos públicos.


Com essas validações de natureza técnica, os recursos que garantem a acessibilidade digital ganham eficiência. 


Dessa forma, a acessibilidade digital adquire maior qualidade, um caráter escalável e replicável. As soluções da Perto Digital são validados e exigidos por critérios e legislações como:


  1. e-Acessivel compliant.


  1. GDPR compliant: É a lei europeia de privacidade e segurança de dados.


  1. LBI compliant: É a Lei Brasileira de Inclusão, Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015. O propósito é assegurar o exercício dos direitos e das liberdades das pessoas com deficiência, visando inclusão social e cidadania.


  1. WCAG compliant: abarca um conjunto de recomendações para tornar a web mais acessível. 


  1. e-Mag compliant: O Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico (eMAG) tem o compromisso de adaptar conteúdos digitais do governo federal. Este modelo garante o acesso a todas as pessoas.


Agora, mesmo que haja inovações aprovadas por leis, regulamentos e boas práticas, será que o cliente valida?


Afinal, a opinião do especialista pode ser bastante diferente da rotina do cliente. Mesmo nesse caso, a acessibilidade digital é uma tecnologia bastante sintonizada com o cotidiano dos consumidores.


A solução oferece benefícios como navegação mais fácil, maiores chances de fechar vendas e sites mais intuitivos. 


Seu empreendimento vai acolher pessoas com deficiência, maiores fatias do mercado e conseguir melhor posicionamento nos motores de busca. Além disso, sua empresa vai ativar um bom marketing boca a boca.


Fuja do hype e opte pela acessibilidade digital!


A oferta da Perto Digital consiste em agregar acessibilidade digital em diversos aspectos do seu negócio.


Combine boa performance econômica, impacto social e mude vidas com sua proposta de valor! Converse com nossa equipe de vendas e conheça todas as vantagens do acesso online.











Comments


© 2022 Perto Digital. Todos os direitos reservados

bottom of page