top of page

Como fortalecer habilidades necessárias para a acessibilidade digital?


Ilustração de diversas pessoas caminhando, algumas em cadeiras de rodas, com um cão presente em tons de verde e azul turquesa.

Você, liderança empreendedora, pode dividir tarefas para suas equipes com o propósito de desenvolver habilidades necessárias para a acessibilidade digital.


A inclusão no universo online diferentes especialistas devem atuar no ciclo de vida do produto.  A melhoria contínua é responsabilidade de todos os times! 

Esse raciocínio se aplica na criação de sites, aplicativos, softwares e muito mais.


Times de diferentes especialidades podem abordar muitos critérios da WCAG antes do desenvolvimento.


Gestores de designers e produtos têm funções importantes na criação de experiências digitais inclusivas.  Da mesma forma, desenvolvedores e profissionais da garantia de qualidade (QA) podem colaborar ativamente para incorporar acessibilidade em projetos.


Portanto, o propósito deste artigo é explicar como diferentes especialistas podem colaborar para criar produtos digitais inclusivos. 



Alinhe habilidades necessárias para a acessibilidade digital ao longo da criação do produto


Se a acessibilidade for incorporada antes no processo criativo, mais partes interessadas vão se envolver. Acesse o texto “Conheça mais sobre ciclo de vida de produto digital acessível.”


Trabalhar de maneira ágil garante que todos os componentes da equipe estejam comprometidos com a evolução do produto.


O feedback constante sobre acessibilidade e aprendizado contínuo podem entregar ganhos variados como:


  • Evita a criação de gargalos na acessibilidade no design;

  • Alcançar maior eficiência;

  • Criação de produtos robustos e impactantes.

 


Gestão de produtos e a acessibilidade digital


O gerente de produto é responsável por incorporar a acessibilidade nos níveis iniciais de criação de experiências digitais. As etapas de idealização e pesquisa são fundamentais nesse sentido.


A inclusão de pessoas com deficiência nas pesquisas e personas de UX garante que várias necessidades de usuários sejam atendidas. Descrever os padrões de acessibilidade nos requisitos do projeto é outra boa prática.


Depois do lançamento do produto, é imprescindível implementar processos de monitoramento das experiências digitais em tempo real.


Assim, o gerente de produtos pode priorizar a resolução de bugs que afetam a acessibilidade de maneira mais impactante.


Design de UX, UI e acessibilidade


O trabalho para incorporar acessibilidade pode ser otimizado com a colaboração entre equipes de design e desenvolvimento. Times de design devem conversar com os desenvolvedores para entender se a acessibilidade é um requisito técnico viável.


A comunicação entre as duas equipes deve avançar conforme o projeto é desenvolvido.


O apoio dos desenvolvedores nas revisões de design reduzirá o retrabalho. Da mesma forma, é importante avaliar se há barreiras de acessibilidade antes de encaminhar o trabalho para os desenvolvedores. 


O profissional de design deve anotar os requisitos de acessibilidade como, por exemplo:


  • interações de teclado;

  • experiências fornecidas aos usuários de leitores de tela;

  • tamanho de fontes;

  • contraste de cores:

  • texto alternativo.


Um design de sucesso é a oferta de uma estrutura semântica que proporciona a capacidade de navegar em qualquer contexto. Isso se aplica principalmente para usuários de tecnologias assistivas.


Assim, comunicar as intenções de UX do design através de anotações ajuda a melhorar a acessibilidade.

Times de desenvolvimento e acessibilidade


Equipe de desenvolvedores que adota uma abordagem ágil em relação à acessibilidade deve se comunicar com o gerente de produtos. Essa combinação de ações garante que a acessibilidade seja acrescentada nos requisitos de qualquer projeto e revisões de design.


Conceitos de design que não podem ser criados de maneira acessível com os recursos disponíveis devem ser eliminados.


A construção de experiências digitais com ferramentas específicas é a oportunidade de incorporar verificações de acessibilidade. Use um kit de desenvolvimento de software (SDK) específico para acessibilidade no ambiente de desenvolvimento integrado (IDE). 


Assim, todo o processo de detecção de problemas na codificação será facilitado.

Outras boas práticas são:


  • Testagem de barreiras em projetos implantados localmente com extensões de navegador;

  • Interação de testes de acessibilidade em testes unitários automatizados;

  • Preenchimento da lacuna entre as complexidades do produto e problemas comuns sinalizados pelos testes automatizados;

  • Escrita e execução de testes funcionais para a acessibilidade. 



Acessibilidade e garantia de qualidade (QA)


Incorporar a acessibilidade nos testes automatizados em todos os níveis do projeto impacta a oferta de experiência inclusivas. 


Os profissionais de controle de qualidade podem agregar agilidade e para o trabalho de equipes de produtos. Isso acontece porque o acesso digital é incluído nos requisitos dos projetos usados pelas equipes ágeis.


Além disso, o profissional pode apoiar equipes de UX e UI a verificar requisitos de acessibilidade em novos recursos.


Conte com a Perto Digital para agregar acessibilidade no trabalho das equipes


Equipes que constroem novos hábitos no dia a dia podem modificar processos inteiros! Os recursos do Perto Digital são um forte apoio para agregar acessibilidade nos seus projetos e maximizar os resultados das equipes.

Nossas ferramentas incluem:


  • Plugins que agregam inclusão digital no seu site;

  • Soluções para ampliar a qualidade do seu conteúdo;

  • Monitoramento de acessibilidade digital;

  • Converter PDFs em documentos acessíveis;

  • Geração de textos alternativos.

Com nossos recursos, suas equipes podem criar produtos acessíveis para todas as necessidades e perfis.


Conte conosco e vamos construir uma internet mais acolhedora.




Comments


© 2022 Perto Digital. Todos os direitos reservados

bottom of page