top of page

Como a tecnologia impacta na inclusão digital?


Ilustração de grupo diversificado de pessoas de diferentes idades, etnias e capacidades físicas.

A tecnologia desempenha um papel crucial na inclusão digital, transformando significativamente as maneiras como interagimos, compramos, vendemos e trabalhamos. No entanto, mesmo sabendo que o acesso é um direito de todas as pessoas, surge a questão: todos têm acesso igual às tecnologias disponibilizadas pelo mercado?


Este artigo apresenta os principais desafios enfrentados para promover a inclusão digital.


Os benefícios da diversidade e inclusão


A inclusão digital é fundamental para que o ambiente corporativo seja mais acolhedor. Além disso, a diversidade é um promotor do progresso, pois:


  • Diferentes insights, ideias e perfis geram soluções mais criativas e inovadoras;

  • Habilidades diferentes se complementam;

  • Empresas que abraçam as diferenças ganham maior relevância e conquistam o coração dos clientes.

Colaboradores com deficiência em cargos estratégicos ajudam a criar produtos e serviços diferenciados, assim, empresas de tecnologia podem alcançar uma fatia do mercado mais amplo. Esses fatos colaboram para trazer equidade para ambos os lados: consumidor e colaborador. 


Benefícios da Experiência Digital Acessível


Experiências digitais que priorizam a acessibilidade beneficiam a todos, tornando a navegação mais simples e prática. Um exemplo claro é o uso de contrastes adequados em landing pages, que facilita a leitura para pessoas com e sem deficiências visuais, seguindo padrões de acessibilidade e critérios técnicos.


Tecnologia Assistiva e seu impacto na Inclusão Digital


Tecnologias adequadas fazem muita diferença na promoção da inclusão digital. Dispositivos adaptativos e softwares são as chamadas tecnologias assistivas.


Elas representam inovação e equidade para todas as pessoas usuárias. As tecnologias assistivas trazem ganhos como: 

  • Fazem com que a informação esteja mais acessível;

  • Ampliam a possibilidade de interação entre dados, informação e pessoas;

  • Facilitam a vida e o cotidiano das pessoas com deficiência.

Esse avanço tecnológico promove a autonomia e independência, assim como uma vida com mais qualidade. Uma fatia cada vez maior da população pode usufruir de plena participação social graças a essas tecnologias.


Os desafios para a inclusão de pessoas com deficiência no segmento tecnológico


A plena inclusão esbarra em obstáculos como:


O ambiente de trabalho que não oferece acessibilidade limita as oportunidades das pessoas com deficiência. Além disso, a falta de atitudes proativas para incluir a diversidade tem um efeito negativo sobre a população.


No mundo empresarial, lideranças e equipes devem dialogar abertamente para conhecer as necessidades específicas de colaboradores.


Construir rampas de acesso é um exemplo de boa prática, assim como apresentar políticas de promoção salarial. Afinal, mais do que o acesso físico, aspectos como atitudes, comportamento inclusivo e acesso digital são igualmente importantes.


A abordagem deve ser holística, considerando a harmonia de todos os itens citados na frase anterior.


A importância da tecnologia para promover a inclusão digital


As empresas de tecnologias exercem um papel fundamental para promover a inclusão digital. Elas podem:

  • Desenvolver e implementar tecnologias assistivas;

  • Criar rotinas de trabalho que valorizam o talento diverso;

  • Executar políticas de contratação inclusivas;

  • Consolidar uma cultura empresarial que celebre as diferenças;

  • Oferecer qualificação e treinamento para equipes e lideranças aprenderem mais sobre o tema.

Alguns exemplos de aplicação tecnológica que promove a inclusão digital:

  1. Design inclusivo: é aplicado em interfaces e produtos para facilitar o uso;

  2. Tecnologias assistivas: são suporte adicional para o público com deficiência interagir com dispositivos e aplicativos. Softwares de reconhecimento de voz, teclados adaptativos, leitores de tela e tradutores virtuais de língua sinais são exemplos.

  3. Plataformas e acessibilidade: oferta de sites, plataformas e aplicativos alinhados com a conformidade e normas como a WCAG.

  4. Interfaces adaptadas: interfaces que podem ser personalizadas para atender as preferências dos usuários.

  5. Acessibilidade na comunicação: deve ser aplicada em conteúdos digitais. As legendas em vídeos, ferramentas de tradução para Língua de Sinais e transcrição de áudio são recursos desse tipo.

  6. Acessibilidade na Internet das Coisas (IoT): é a integração de princípios acessíveis em dispositivos conectados com a Internet das Coisas.

  7. Acessibilidade em realidade virtual e aumentada: oferta de experiências digitais que consideram necessidades específicas. Recursos como navegação sonora e interfaces táteis tornam a experiência bem mais acessível.

  8. Treinamento específico: oferta de qualificação para profissionais de tecnologia auxilia a incorporar a acessibilidade no trabalho.

  9. Padrões legais: o ciclo de vida dos produtos deve estar em conformidade com legislações nacionais e internacionais de acessibilidade. Um bom exemplo disso é a Lei Brasileira de Inclusão.


O Perto Digital combina tecnologia e inclusão digital


As soluções do Perto Digital conectam seu empreendimento com a inclusão digital. Seu empreendimento poderá agregar valor para pessoas com qualquer tipo de deficiência. Apresentamos ferramentas para:

  • Converter arquivos em pdfs acessíveis;

  • Transformar conteúdos em áudios;

  • Aprimorar e simplificar textos;

  • Gerar textos alternativos;

  • Realizar diagnóstico sobre acessibilidade do seu site.



Comments


© 2022 Perto Digital. Todos os direitos reservados

bottom of page