top of page

Como a inclusão digital pode ajudar pessoas com deficiências a conquistar a maturidade?


Silhueta de uma pessoa com deficiência em frente a uma tela de computador exibindo um capelo, representando o alcance da maturidade através da inclusão digital.

A inclusão digital impacta positivamente a pessoa com deficiência, o cônjuge, filhos e/ou filhas do casal. Afinal, todas as pessoas amam e nutrem algum tipo de afeição! 


O debate sobre diversidade construindo famílias precisa entrar na pauta da acessibilidade tecnológica.


Sites mais responsivos, intuitivos, amigáveis e adaptados para qualquer deficiência facilitam essa vida familiar. O presente post vai apresentar a definição de direitos reprodutivos conforme o Estatuto da pessoa com deficiência.


Você vai entender como a sua empresa  pode ampliar a qualidade de vida dos clientes com o acesso online. 


Bons sites e páginas web acolhedoras fazem muita diferença! 


Inclusão digital e socialização


Existem três dimensões da vida adulta. Assim, um amadurecimento sadio e autônomo exige moradia, independência financeira e socialização.


Com a digitalização dos serviços e soluções, é imprescindível que sites ofereçam inclusão digital. Afinal, a economia 4.0 requer habilidades digitais para que as pessoas lidem com os desafios da vida. 


Portanto, sites que oferecem navegabilidade prática e manuseio inclusivo estão apoiando o desenvolvimento da própria audiência. 


Não é possível mais participar do mercado de trabalho, comprar, vender ou se comunicar sem conhecer minimamente o digital. A vida em sociedade acompanha o progresso web!


Dessa forma, sites mais acessíveis estão colaborando para que pessoas com deficiência estejam participando da economia.


Se a pessoa com deficiência conseguir uma vida mais independente graças à inclusão digital, ela terá acesso a outros recursos. A socialização é somente consequência das facilidades trazidas com a digitalização e marcas empresariais empáticas.


Relações sociais e amizades podem gerar oportunidades afetivas, como namoro e casamento!  


O direito de ser feliz!


A Lei 13.146, de 6 de julho de 2015, joga luzes sobre essas discussões. Conforme afirma o Art 6º, a deficiência não impacta a plena capacidade civil para:



  1. casar-se e constituir união estável;

  2. exercer direitos sexuais e reprodutivos;

  3. exercer o direito a escolher sobre o número de filhos;

  4. acessar informações sobre reprodução e planejamento familiar;

  5. conservar a fertilidade, pois a esterilização compulsória é vedada;

  6. exercer o direito à família e à convivência familiar e comunitária;


  1. exercer o direito à guarda, à tutela, à curatela e à adoção, seja como adotante ou adotado.

Com acesso à informação, a pessoa com deficiência pode participar como consumidor, empreendedor ou colaborador. Logo, a inclusão digital apoia a conquista de um dos pilares da maturidade, a independência econômica.


Posteriormente, dois outros aspectos da maturidade podem ser conquistados: moradia e socialização.


Seja um modelo de negócios que pratique a inclusão digital e conquiste maior relevância, performance econômica e o coração do público! Combine lucro com mudanças sociais radicais na vida da sua persona.


Algumas observações críticas sobre inclusão digital


A inclusão digital não é o remédio para todos os obstáculos enfrentados pelas pessoas com deficiência.


A própria lei traz mais definições importantes como a moradia para a vida independente da pessoa com deficiência. É uma moradia com estruturas adequadas para ofertar serviços de apoios coletivos e individualizados.


Esses serviços ampliam o grau de autonomia de jovens e adultos com deficiência.


Então, a sociedade como um todo deve se engajar em garantir equidade, tanto no ambiente virtual, quando o mundo real. As tais moradias citadas são exemplos de estruturas físicas que eliminam barreiras do mundo real.


Nem tudo pode ser transformado com a internet e a digitalização. Acontece que mais pessoas com deficiência usando a internet naturalizam a diversidade ocupando espaços virtuais e físicos.


Assim, essa naturalização das diferenças reduz o preconceito e o estranhamento.


Escapar dos padrões impostos pela sociedade é um direito de todas as pessoas!


Pratique a inclusão digital e transforme vidas!


Assuma um protagonismo cidadão sendo uma empresa que entende e se sensibiliza pelo contexto das pessoas consumidoras.  


A Perto Digital oferece um conjunto de ferramentas que agregam acessibilidade na sua empresa. Conheça mais nossa proposta e gere uma conexão mais verdadeira entre sua solução mercadológica e clientela.


Ofereça uma experiência digital que acolhe usuárias e usuários, independentemente de deficiências, necessidades ou situação.


Converse com nossa equipe agora mesmo.

Yorumlar


© 2022 Perto Digital. Todos os direitos reservados

bottom of page