top of page

Blumenau/SC: um caso marcante de inclusão e empregabilidade


Cartaz ilustrando o compromisso de Blumenau com a inclusão e o emprego, apresentando diversos grupos de pessoas em diversos ambientes, com pontos turísticos como o Museu da Cerveja e a Vila Germânica ao fundo, desenhados em cores vibrantes.


O Fórum de Inclusão e Empregabilidade ocorrido no SENAI de Blumenau, no dia 03/04/2024, apresentou diversos insights incríveis.


O evento presencial reuniu profissionais de diversas áreas que atuam com a inclusão de pessoas com deficiência. É relevante caso de disseminação e articulação em rede relacionado com impacto social.


Assim, o propósito deste texto é duplo:


  • apresentar as boas práticas e estratégias discutidas no fórum;

  • entender como essas boas práticas se encaixam no tema acessibilidade digital.


Afinal, a inclusão merece uma atenção especial e interdisciplinar. Várias áreas diferentes podem potencializar o futuro inclusivo e acolhedor.


Essa discussão pode gerar muitas ideias e novas percepções sobre um mundo mais inclusivo. Você vai conhecer o que já está sendo feito em matéria de inclusão e empregabilidade. Confira!


O propósito de discutir inclusão e empregabilidade


Os objetivos principais do evento foram:


  • debater a conexão entre políticas públicas voltadas para a saúde e trabalho das pessoas com deficiência;

  • dialogar como as estruturas físicas e institucionais podem agregar acessibilidade em sentido pleno;

  • uso estratégico de recursos para fortalecer o protagonismo e a representatividade.



Afinal, envolver o tema inclusão em uma ampla rede de apoio gera engajamento, sincronia e resultados sociais.


A palestra sobre empregabilidade e inclusão foi dada pela auditora fiscal do trabalho Luciana Xavier Sans de Carvalho.


Assim, ela mencionou brevemente sobre uma retrospectiva histórica envolvendo a diversidade. Nesse sentido, ela tocou em partes fundamentais como a exclusão histórica enfrentada pelas pessoas com deficiência.


Ela, então, cita o marco legal que fundamenta toda a estratégia que alinha inclusão e empregabilidade:


  1. Lei 13.146/2015 - Lei Brasileira de Inclusão: Institui o Estatuto da Pessoa com deficiência;

  2. Artigo 93 da Lei 8.213/91: Estabelece cotas para a inclusão de pessoas com deficiência em empresas;

  3. Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência da ONU.


O acesso ao trabalho é uma política afirmativa que efetiva e consolida direitos.

Todo esse marco legal funciona como um critério para estimular organizações a empregar talentos diversos.


Não basta apenas contratar! É preciso fornecer todo o apoio necessário para a pessoa se desenvolver no cargo.


As palavras de Luciana afirmaram o compromisso de Blumenau em fomentar o debate em torno de um mercado mais inclusivo.


O que as empresas podem fazer em termos de garantia de direitos?


Qualquer empreendimento é gerador de empregos. Se uma empresa inclui talentos diversos, ela está apoiando a criação de um mundo melhor.

Além disso, a diversidade de experiências e habilidades:


  • estimula a inovação;

  • reforça uma cultura de acolhimento;

  • fortalece a moral das equipes.


É um benefício duplo: o time de colaboradores e a classe empresarial ganham.

O cumprimento da legislação deve ser encarado como um investimento em diferenciação competitiva.


Um toque de humanização na sua gestão de talentos pode alavancar a sua performance financeira.


Em virtude da necessidade de incluir pessoas com deficiência, ferramentas e recursos de acessibilidade digital se tornam fundamentais. Essas soluções não são apenas boas para o time de colaboradores com deficiência.


Elas facilitam a jornada da pessoa usuária do seu site.

Uma pessoa cega, por exemplo, pode ativar o recurso de áudio para consumir conteúdo do seu blog.


Assim, ela consegue compreender melhor sua proposta de valor, o que significa compra efetuada!


O recurso de bloquear animações pode facilitar a jornada de pessoas com TDHA em e-commerce, noutro exemplo.


Empresas lidam com pessoas. A inovação pode beneficiar ambos os lados, equipe colaboradora e mercado consumidor.


O que você pode fazer agora mesmo em nome da inclusão digital?


Sua empresa pode ser uma ativadora da inclusão digital. Com a tecnologia certa, seu empreendimento pode simplificar o cotidiano de pessoas com deficiência, sejam consumidoras ou clientes.


A Startup Perto Digital oferece soluções que agregam acessibilidade digital no seu negócio, beneficiando diversas audiências.


Converse com nosso time de vendas e conheça nossa proposta de valor.


Comments


© 2024 Perto Digital. Todos os direitos reservados

bottom of page