top of page

Aprenda sobre softwares para acessibilidade com um storytelling poderoso


Ilustração colorida mostrando pessoas interagindo com ícones de tecnologia e desenvolvimento de software.

Por que seu negócio deve contar com softwares para acessibilidade?

O propósito deste texto é contar uma história inspirada em ficção científica para responder a pergunta acima.


Através de um jeito simples, lúdico e dinâmico, a resposta combina muita informação, entretenimento e formação de opinião.


Basicamente, o gênero ficção científica combina elementos científicos na trama e na história.  Obras como Robocop, Black Mirror e Arquivo X são exemplos. Todas essas histórias lidam com temas especulativos como a ciência do futuro, robótica, tecnologia e alienígenas.


Portanto, este texto será dividido em partes. Após essa breve introdução, a narrativa fantasiosa será apresentada.


O objetivo é apoiar o leitor a entender melhor os ganhos de softwares para acessibilidades com o uso da imaginação. Posteriormente, o foco será a explicação detalhada da mensagem principal da narrativa.

 

Cada aspectos do conto de ficção científica será explorado para definir a importância de softwares inclusivos.


Qual é o propósito da inteligência artificial?


Uma empresa que cria softwares que agregam acessibilidade para produtos digitais consegue uma incrível performance e credibilidade.


Cada vez que eles lançam uma nova solução em inclusão digital, eles testam e validam com o público alvo. Para tanto, a equipe apresenta essa mesma nova solução para pessoas com deficiência usarem e fornecerem feedbacks.


Cada elogio ou crítica construtiva era coletado, analisado, registrado e estudado. 


Depois, era incorporado ao processo de melhoramento dos softwares. 

Então, chegou o dia em que os feedbacks dos usuários eram avaliados não somente por uma equipe de programadores humanos.


Uma inteligência artificial chamada “Danketsu” (“união” em japonês) coletava esses mesmos feedbacks. 


Danketsu tinha três propósitos principais a partir da análise da performance dos programadores e das críticas construtivas:


  • apoiar a equipe de programadores humanos a interpretar os feedbacks dos usuários com deficiência e melhorar os softwares para acessibilidade;

  • avaliar se o time de programadores estava bem alinhado e conseguia entregar bons resultados.

  • verificar se todos os profissionais envolvidos na criação de softwares para acessibilidade tinham a chance de alcançar a realização profissional.

Em últimos casos, Danketsu checava se o engajamento das equipes resultava em bom desempenho e felicidade no ambiente de trabalho.


Então, Danketsu se tornou alvo de polêmicas. Pode uma inteligência artificial objetiva e sem sentimentos avaliar o entrosamento de equipes? A questão é muito complexa!


Até porque times de programadores altamente engajados na questão da inclusão das pessoas com deficiência conseguem criar softwares melhores.


Logo, o lado profissional, técnico e o know-how dos especialistas está alinhado com a pauta do acesso digital.


É a conexão entre empreendedorismo e demandas públicas. 

Será que Danketsu pode avaliar o que a inclusão das pessoas com deficiência representa para cada pessoa programadora?


Essa pergunta ficará sem respostas definitivas. A graça dessa história de ficção científica é especular e deixar mais interrogações do que certezas.


Os ganhos fornecidos pelos softwares para acessibilidade


As vantagens competitivas oferecidas por um software que fornece acessibilidade são muitas! Um exemplo prático pode ilustrar esse benefício. Agregar comando de voz em sites através de um software facilita a navegação de pessoas com distúrbio de habilidades motoras.


Esse detalhe é mais do que entregar uma experiência digital memorável. 

É personalizar essa mesma experiência, colocando o poder nas mãos do próprio usuário.


As funcionalidades atendem cada necessidade específica das pessoas com deficiência, gerando maior conexão entre a marca empreendedora e os usuários.


Os resultados são bem notáveis:


  • Modelos de negócios que abraçam uma maior fatia do mercado;

  • Maior engajamento do público e da audiência;

  • Mais oportunidades de fechar vendas;

  • Oferta de produtos digitais mais acessíveis e com uma usabilidade mais simples;

  • Foco apaixonado na clientela;

  • Acréscimo em credibilidade, relevância e autoridade.

Qual é a mensagem central de Danketsu?


Os softwares para acessibilidade oferecem diferenciais competitivos para produtos digitais. 


Só que eles não podem ser encarados apenas como diferenciação competitiva, inovação ou fonte de lucro. As equipes que criam os softwares precisam “comprar” a ideia de que inclusão digital é uma responsabilidade coletiva e compartilhada. 


Os times precisam trabalhar com amor pela pauta da acessibilidade. Esse engajamento fornece um bom contexto para os colaboradores alcançarem a felicidade e a realização através do trabalho.


O artigo científico “Qualidade de vida no trabalho: fator motivacional nas Organizações” fornece boas ideias nesse sentido.


O texto é escrito por Bianca Vieira Giraudo e Marcos André de Souza Nunes e agrega as seguintes conclusões:


  • As organizações estão prestando mais atenção na satisfação do colaborador. Esse contexto exige que as empresas acolham, cuidem e reconheçam o esforço dos colaboradores;

  • A qualidade de vida no trabalho é um fator imprescindível para que o colaborador desempenhe suas atividades com maior eficiência. Até porque colaboradores mais motivados e satisfeitos entregam mais resultados;

  • Qualidade de vida no trabalho é a combinação de fatores que proporcionam satisfação ao colaborador. É uma estratégia de alinhar interesses dos times e da empresa para atingir um bem comum;

  • O investimento em políticas de saúde e bem-estar são fundamentais para proporcionar satisfação e realização profissional para os times.


“Transportando” essas conclusões para o nosso presente texto, podemos identificar a mensagem central de Danketsu.

 O trabalho de criar Softwares para a acessibilidade é só um caminho. É uma trilha para equipes se identificarem com a causa da inclusão digital e estarem alinhadas com o propósito empresarial. É um meio para alcançar a qualidade de vida no trabalho. 


Softwares para acessibilidade e engajamento colocam você mais Perto do mercado


A equipe da Startup Perto Digital é muito comprometida com a entrega de softwares e recursos que agregam qualidade. Seus produtos digitais podem abraçar uma maior fatia do mercado com a acessibilidade.

Queremos “educar” o mercado e compartilhar do nosso entusiasmo pela inclusão das diferenças!

Colabore para um amanhã sem barreiras! Converse com nossa equipe de vendas e conheça nossas soluções.


Comentários


© 2022 Perto Digital. Todos os direitos reservados

bottom of page