top of page

A inclusão de autistas no mercado de trabalho e a acessibilidade digital


Ilustração vetorial minimalista mostrando um grupo diverso de pessoas em um ambiente de escritório moderno. Um dos indivíduos, que está usando um computador, é autista e o software de acessibilidade é claramente visível na tela. As cores predominantes são o azul e o verde, específicos da marca Perto Digital.

Atenção para um evento incrível! A live “A inclusão de autistas no mercado de trabalho” foi apresentada por Mariana Moreira Andrade. A mediadora foi Luciana Mariano.

O propósito deste artigo é, então, divulgar os principais insights dos eventos para associá-los com acessibilidade digital.

  Até porque divulgar eventos do ecossistema de inclusão reforça a credibilidade de todos as partes interessadas!

O foco é difundir e disseminar boas referências e melhores práticas, assim como conectá-las com o tema inclusão web. 

Uma mesma ideia cabe em vários contextos, bastando adaptá-la.



A live girou em torno da cartilha “Pequeno Guia para a inclusão de autistas no mercado de trabalho para organizações”.

A equipe autora é formada por Mariana Moreira Andrade, Felipe Gruetzmacher e Ghael Henrique Leite.

Já a equipe revisora é formada por Débora Cunha Romanov, Isabela Sallum Guimarães, Luciana Vieira Mariano, Ricardo Tadeu de Carvalho e Simone Gadotti.. 


Acesse cartilha em: catea.com.br/cartilha.


Confira as principais ideias da live. Depois, você vai descobrir como esses insights e a acessibilidade para sites estão conectados.


O que é a inclusão para pessoas autistas nas organizações?


Inicialmente, Mariana apresentou a estrutura principal da cartilha na live.

Citar um apanhado geral antes da apresentação em si garante a previsibilidade necessária para deixar a plateia confortável. 

Esse fato é imprescindível para tranquilizar a plateia constituída de pessoas autistas.

A pergunta que inicia a apresentação é “qual é o papel das organizações para incluir pessoas autistas”?

De modo geral, foram citadas:


  • características das pessoas autistas para inclusão mais efetiva em organizações;

  • como é um ambiente de trabalho inclusivo;

  • métodos para ativar a inclusão efetiva em cada etapa da jornada e carreira da pessoa autista.

A cartilha é direcionada para:


  • Departamento de acessibilidade e inclusão;

  • Departamento de recursos humanos (RH);

  • Recrutadores de pessoas em processos seletivos;

  • Liderança (gestores e alta gestão);

  • colegas de trabalho;

  • colaboradores autistas;

  • familiares de pessoas autistas.



A inclusão de pessoas autistas no mercado de trabalho é profissionalmente vantajoso para empresas e pessoas. Além disso, a inclusão estimula o engajamento corporativo.

Em palavras mais simples, alguns perfis de talentos preferem atuar em organizações que são mais inclusivas.  

A inclusão é, sobretudo, uma questão ética. Há farta legislação que incentiva a contratação de pessoas autista como a Lei nº 12.764.

A diversidade em ambientes de trabalho é socialmente vantajosa, pois estimula a inovação. Novas perspectivas e experiências diversificadas são úteis para gerar soluções fora da caixa. 

Um ambiente inclusivo fornece acessibilidade sensorial. A redução de estímulos sensoriais como barulhos externos muito altos é um bom exemplo dessa boa prática. 

Esse fato pode beneficiar pessoas autistas e todas as equipes.

Outro ponto citado foi o desenho universal: a oferta de recursos e ferramentas adaptadas para atender diferentes condições.

Mesmo assim, algumas medidas são tão específicas que precisam ser combinadas de acordo com cada situação.

Na dúvida, a organização deve perguntar para descobrir as preferências do colaborador e verificar se é possível atender essa demanda.

Algumas pessoas autistas, por exemplo, preferem o home office, enquanto outras preferem o presencial ou o híbrido.

São medidas ainda mais individualizadas e específicas do que o desenho universal.

Bem, esses são alguns dos conceitos apresentados.

Saiba mais sobre insights no vídeo e na cartilha.

A principal ideia apresentada que combina com a acessibilidade digital é o desenho universal. Confira mais!


O desenho universal e a acessibilidade digital


As soluções web para a inclusão e a acessibilidade digital alinham desenho universal com personalização. O Estatuto da Pessoa com Deficiência fornece ótimas conceituações para o desenho universal. 

É a concepção de produtos, ambientes, programas e serviços que podem ser usados por qualquer pessoa.

Da mesma forma, um site, pode fornecer uma jornada digital simples e práticas que atendam variados perfis de pessoas. 

Um plugin pode bloquear as animações de um site, o que ajuda a pessoa autista com TDAH a acessar informações.

Até porque muitas vezes, o autismo vem acompanhado de outras condições como o TDAH e o AHSD (altas habilidades), por exemplo.

Portanto, a acessibilidade digital apoia a várias condições e pessoas com deficiência a manusearem sites com tranquilidade.

O fato da sua empresa conseguir oferecer um site mais inclusivo pode gerar:


  • maior número de vendas;

  • acréscimo em confiabilidade digital e relevância;

  • melhor ranqueamento no Google e motores de busca.

  • performance otimizada.


A acessibilidade do seu site pode transformar a vida dos seus clientes!


A Perto Digital oferece um conjunto de soluções para que seu negócio seja mais inclusivo digitalmente. Assim, uma maior fatia do mercado vai conhecer sua proposta de valor. 

Você vai impactar muito o dia a dia do seu cliente com sua solução!

Acione nossa equipe de vendas e conheça nossas ferramentas.


Comments


© 2024 Perto Digital. Todos os direitos reservados

bottom of page